Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



She found BIG!

por reporterdesaltosaltos, em 14.06.10

Faz algum “tempo” que curiosamente não tenho “tempo” para vir postar. Muitos acontecimentos se passaram desde a última vez. Muitas emoções. Se escrevesse em reportagem para mx corria o risco de vulgarizar com “emoções ao rubro”.

 

Uma das minhas melhores amigas, a São, casou. Casou e “diga-se de passagem” casou muito bem. O Jorge é uma daquelas jóias raríssimas. Não é um cinco estrelas. É um 20. E “liga” na perfeição com a São. Também ela é um 20. Estava maravilhosa, linda, glamorosa! Inesquecível. Estavam os dois… Vivi este casamento de forma diferente. Muito mais emocional. Acho que sentimental. Se isto não é da idade não sei do que é.

 

Nesse mesmo fim-de-semana... Na sexta-feira anterior tivemos a despedida de solteira. Saímos de casa da noiva de limusina branca ao estilo “O Sexo e a Cidade” e fomos até Lisboa. Acenámos a quem passava e acho que a quem imaginávamos que estivesse a passar… Jantámos à grande e seguimos para a noite. Como madrinha responsável, não bebi. Preferia estar bem desperta para qualquer eventualidade mas a verdade é que toda a gente se portou muito bem.

 

Entretanto, informei a noiva que caso ela se arrependesse, eu tinha um plano B. Perdoa-me meu querido Jorge - a quem amo tanto como à minha querida São! Lamento mas é verdade! Eu tinha um plano B! Se ela se arrependesse era eu quem conduzia o carro de fuga! Mas também é importante que (Jorge) tenhas esta visão…

 

A limusina seguiu de casa em casa para deixar as convidadas. No final da noite, sobrava ela, a tua cunhada e eu. Pelo caminho, eu (absurdamente sóbria) ia dando indicações ao motorista numa ponta de limusina, olhei para o lado oposto e vi a São... De janela aberta, eu a morrer de frio e ela a “arrefecer” dos copos… Durante alguns segundos, observei-a a apanhar fresco na cara com os olhos fechados. Já estava a amanhecer e pareceu-me mais bonita que nunca. Acima de tudo pareceu-me mais feliz que nunca. Percebi que o carro de fuga nunca esteve em questão. Sorri. Fiquei contente como se fosse por mim. E por ti. E por ela.

 

 

 

No Sábado fui ao “Rock in Rio” com a minha querida Nádia. Mais um ponto alto que guardaremos nas nossas memórias. Não porque fosse fantástico mas porque estivemos juntas. Uma vez mais, e sempre, a minha sobrinha é a miúda mais querida e cool da galáxia.

 

 

Domingo. Casamento. Manhã com ressaca e poucas horas de sono. Ir buscar comida para os convidados da noiva. Nem podia com o cheiro… Mas passou. Lá para o meio-dia. Ir buscar a cabeleireira. Ir buscar as flores. Dormir no sofá – eu dizia que estava só a descansar a vista mas passei pelas “brasas”. Depois do penteada e maquilhada, a minha querida São estava ainda mais deslumbrante! Ajudei-a a vestir e comecei mesmo a sentir o nervosismo. Ela também. Vesti-me, pintei as unhas (como se tivesse uma trincha e não um pincel) e os convidados foram chegando. Cada vez mais nervos.

 

Saímos de casa, fomos até à quinta e aguardámos no carro. Eu, a noiva e a Carina. Fui a primeira a sair do carro. Cheguei ao “altar” improvisado no jardim e o Jorge estava lindo de morrer (com todo o respeito, para mim és mulher, gorda na ordem dos 200 kg e peluda como um macaco!). Ele já estava a chorar, eu não me aguentei e nem os meus óculos modelito Audrey Hepburn me safaram… Mais parecia um funeral, ele chorava copiosamente, pelo menos metade dos convidados chorava, eu chorava e até a São (que se aguentou muito bem) soluçou quando deu o nó. Naquela frase do “Eu, xxx te recebo xxx…

 

Foi um casamento espectacular. Bonito e simples. Elegante. Classy! E a verdade é que se não mudei de ideias em relação ao casamento, pelo menos mudei em relação ao amor. Durante uns segundos ele olhou para ela de forma tão terna que eu (sem perceber muito bem porquê) tive a certeza que um dia também quero um Jorge. Não sei quando. Mas sei que quero. Já estou a receber currículos. Lol… Claro que ainda podiam ser as ideias turvas da vodka “martelada”.

 

Iniciámos também uma nova tradição. No próximo casamento (de certeza a Carina) a noiva do anterior passa a oferecer uma foto do grupo às restantes. É óbvio que o grupo é a São, a Xana, a Carina e eu. Mentira. Agora somos cinco. A Maria Inês só tem um ano mas já participou. Assim temos garantia de continuidade, nem que seja daqui a 30 anos. Quer dizer, 50 ou 60 anos segundo a mamã Xana. E as tias, claro…

 

Declaração de amor. SÃO E JORGE, AMO-VOS DE PAIXÃO! Desejar as maiores felicidades do mundo é vulgar, eu sei, mas também é verdadeiro e como diz a minha sobrinha, é “do fundinho do coração”… Tudo de bom! Que eu esteja lá nas bodas todas! E nos problemas. E nas soluções. Afinal sou amiga e também sou madrinha! E preciso de material para blogar…

 

Mas a vida continuou depois deste fim-de-semana. Poucos dias depois segui com duas jornalistas para um congresso em Chicago. A cidade é fabulosa e a companhia foi extraordinária. Duas “miúdas” bem mais novas que eu, excelentes profissionais, ambas muito inteligentes, boa “onda” e com muito nível. O congresso tinha uma dimensão que eu nem sonhava que existisse. Tudo ao estilo americano. Á escala galáctica.

 

Muito mais importante, deixei de Chicago feliz pelo mundo. A empresa onde trabalho vai lançar um medicamento incrível na área da oncologia. Uma “esperança” que aumenta a “esperança de vida” de quem tem melanoma. A ideia que eu tinha e meio mundo ainda tem das farmacêuticas, desvanece-se de dia para dia. O avanço na medicina e a sede de cura dos cientistas faz-me acreditar que a uma escala infinitamente minúscula, quase invisível, também eu ajudo a salvar vidas. Cada vez que ajudo a divulgar sintomas, sinto que também estou a salvar vidas. Á minha maneira e de forma imperceptível e insignificante. Mas é o que eu sinto… Acho que é por isso que de segunda a quinta sinto o espírito das sextas-feiras.

 

E assim me corre a vida. Muito bem. Amigos felizes, família feliz, eu feliz. Todos com saúde. Este fim-de-semana até quase me saiu o euromilhões. Mas se fizermos bem as contas… Já me saiu há muito tempo…

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D