Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Eu vejo o desporto assim:

por reporterdesaltosaltos, em 28.09.12

Boxe e lutas marciais – Não sei se é ataque, defesa, protecção. Eu cá sou anti-violência mas acho muito masculino ver dois homens a lutar corpo a corpo. Claro que com regras e com árbitro. Nada de lutas de rua. Isso sim é feio!!!

 

Luta livre – Já dois homens enrolados no chão e a cheirar o rabo um do outro não acho lá muita piada. Sobretudo com aqueles fatos de alças e elásticos.

 

Futebol – 1 esférico. 10 tipos a correr para um lado. 10 tipos a correr para o outro. 2 tipos nas pontas à espera. Eu fazia o jogo só a penaltis. Demorava muito menos tempo e era mais emocionante. Não percebo porque é que há tipos que ganham milhões com isto. Além disso o verde da relva é horrendo e é uma cor que me fica muito mal. Ainda se fosse rosa...

 

Futsal – Mais do mesmo dentro de um salão. Que finos! O inventor era o génio de originalidade. Foi uma desculpa para ninguém faltar aos treinos só por estar a chover ou a fazer calor a mais.

 

Andebol – Não sei quantos a correr para um lado com uma bola na mão. Não sei quantos tipos a correr para o outro. Dois de cada lado à espera. Não percebo…

 

Basquetebol – Percebo perfeitamente. Vão todos a correr para um lado ou para o outro. Ninguém está à espera de nada. E são todos homens altos. O que já de si me faz perdoar-lhes quase tudo.

 

Basebol – Gosto da ideia. Pelo menos jogam com um taco.

 

Futebol americano – Campo verde, lá lá lá, tipos a correr para um lado, tipos a correr para o outro. Uma grande desilusão quando tiram o equipamento e percebemos que afinal são metade do que pareciam. Mas mesmo assim parece-me muito masculino.

 

Rugby – Muito masculino, senão o mais. Só não aprecio a imagem da formação em que encaixam a cabeça na anca uns dos outros...

 

 

Voleibol – A maior fonte de rendimento das fábricas que vendem ligaduras para os pulsos. Se for na praia piora. Até porque depois de ter os pés cheios de areia quem é que se consegue concentrar na bola? E o calor? Nã… Demasiada transpiração.  

 

Hóquei em patins – Patins, cena de gaja. Se bem que eu mal consigo andar 2 metros sem ir ao tapete. Porque é que o guarda-redes está numa baliza mínima, vestido com um equipamento enorme e deixa sempre passar um disco (ou bola não sei) quase microscópica? Precisa de óculos?

 

Ténis – Bola para um lado. Bola para o outro. Não sou um bobi para ficar com a cauda a dar a dar. E pelos vistos também não sou chique que chegue porque jamais irei a Wimbledon.

 

Ping-pong – Versão ténis para crianças. Ou para quem gosta de ver pessoas a dançar nas pontas das mesas.

 

Golfe – Até pode ser do facto de eu não gostar de verde mas caramba! Quem é que fica calmo depois de passar horas a correr atrás de uma bola mas a dez à hora? Efeito calmante como? Eu tinha era um ataque de nervos! Pegava na bola, entrava no carrinho e ia direitinha ao último buraco!

 

Corrida – Esforço exagerado com resultados na perda de peso. Correr? Eu? Nem para apanhar o autocarro quando era adolescente!

 

Triatlo – Para loucos. É que não basta correr, nem andar de bicicleta e ainda têm de nadar quilómetros! É preciso ter coragem e dose de loucura. E aguentar em sofrimentoooooooo!

 

Ciclismo - Eu tenho de tirar o chapéu aos ciclistas. Têm de fazer depilação, lidar com pêlos encravados e fazer quilómetros à estorreira do sol! Não admira serem todos tão magrinhos. Já viram bem a Volta a Portugal? É de loucos! Eu cá se for andar de bicicleta para o pontão páro de três em três esplanadas completamente desidratada!

 

Motocross – O meu favorito! Desporto para homens a sério.

 

Supercross – O meu segundo favorito! Desporto para homens a sério com uma grande dose de loucura.

 

Freestyle Motocross – O meu espéctaculo preferido! Desporto para homens exclusivamente loucos.

 

Enduro, Velocidade e Trial – Desporto para “meninos” com medo de fazer dói-dóis e de sujarem a roupa porque a mãe lhes disse que afinal o detergente X não tira as nódoas todas. Porém, confesso que não há nada mais sexy que um homem a conduzir uma mota de estrada (no mínimo com 1000cc). Só não pode é tirar o capacete porque há com cada desilusão que nem de volta à mota, com um capacete novo, blusão de cabedal e 1200cc lhe salvam o sex appeal.

 

Rally (tipo Dakar) – Desportos para homens com barba rija. Claro que praticamente todos vieram  do motocross. Vá se lá perceber porquê…

 

Automóveis – Tudo desporto masculino! Quanto aos karts fico na dúvida. Lembra-me os carrinhos de choque. Mas a verdade é que todos os campeões de automóveis “passaram” pelos karts. Deve ser uma boa escola. Até passarem para os carros a sério.

 

Desportos do Mar/Rio – Todos os desportos do mar/rio são coisas para homens à séria! Lobos do mar - ou do rio, pronto! Nem que sejam surfistas. Demonstram coragem e respeito pela força da água. Só de pensar que na minha segunda aula de bodyboard, com água pelos joelhos fui embrulhada numa onda, fui a dar cambalhotas até à areia e desloquei um joelho! Ah sim. Claro que isto até aconteceu num momento em que a professora pediu à Nádia e ao resto da turma para olharem para mim porque parecia que eu ia conseguir... Claro que ia! Nunca mais lá voltei... 

 

Natação – Desporto para homens peixe. Ou para sereias! Garanto que é difícil respirar dentro de água não tendo guelras. São uns heróis. O nadador é o meu tipo de corpo preferido. Já viram bem o Michael Phelps? Tirando a cara claro! Não se pode ter tudo!

 

Podia ficar aqui a brincar com uma enorme quantidade de desportos. Mas só mesmo a brincar. Tenho imenso respeito por todos os desportos e desportistas. Já o fui. Federada, de alta competição e campeã nacional. Sei o que é o esforço e a dedicação, os sacrifícios, os treinos, a concentração, a adrenalina da competição. Sei o que são os troféus e as medalhas, as lesões, as derrotas e as vitórias. Conheço a euforia de ganhar. Parece que o sorriso não nos cabe na cara e a alegria não nos cabe na alma. Conheço a tristeza da derrota em que mal conseguimos levantar os olhos do chão.

 

Temos um país de campeões mas fico um pouco desapontada quando só se houve falar em futebol. Quando se esquecem de um Rui Gonçalves, vice-campeão mundial de motocross e de tantos outros de várias modalidades que tão bem representam a nossa bandeira. Já para não falar dos para-olímpicos! São desportistas absolutamente incríveis. Eles sim são verdadeiros heróis e uma verdadeira inspiração! Fica o vídeo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:14



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D