Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pandora’s Box

por reporterdesaltosaltos, em 25.04.12

Para a mitologia grega, Pandora é a mãe de todas as tragédias humanas. Zeus, o deus dos deuses do Olimpo proibiu a Promoteu que desse a conhecer à humanidade o dom do fogo. Prometeu não respeitou. Zeus vingou-se. Criou a primeira mulher, Pandora. Enviou-a para a terra e entregou-lhe uma caixa recomendando que jamais fosse aberta. Pandora não resistiu e ao abrir a caixa espalhou entre os homens e pelo mundo todas as desgraças. Até para os gregos as mulheres são o mal de tudo...

 

Sobre os males do mundo não sei mas sobre os segredos posso confirmar que há muitos que devem ficar eternamente dentro da caixa. Podem não ser o mal em si mas potencialmente podem espalhar muito mal. Durante cerca de 20 anos guardei um segredo – e ainda hoje o guardo -  de uma pessoa amiga. Um segredo que me chocou, que me abalou profundamente e que na altura eu não fui capaz de compreender. Hoje compreendo-o na perfeição, provavelmente teria a mesma atitude e comportamento mas não posso deixar de lamentar. Não o facto de ser a sua guardiã mas a sua existência. Mas prometi que morria comigo. Morrerá comigo. Se o conseguir até na memória.

 

 

Não sou boa a guardar segredos menores. Aqueles de alcofa. Que nada mais são que meras e insignificantes histórias quotidianas. Só sei guardar segredos dos grandes. Dos que afectam violentamente a vida dos seus confessores e das pessoas que os rodeiam. Será que eticamente é correcto guardar segredos? Será certamente ético para a pessoa a quem guardamos o segredo mas e para as outras directamente envolvidas e afectadas? Não sei. Só sei que os guardo. Cada um tem os seus pecados. Não sou ninguém para julgar. Afinal também tenho os meus.

 

A questão principal é que há informações/segredos que como os males do mundo devem eternamente ficar fechados numa caixa. Se eu fosse a Pandora não tinha aberto a caixa. Deixava-a bem fechada. Escondia-a. Nunca mais falava nela. Evitaria pensar nela. Fingiria que não sabia o que era. Que nunca tinha ouvido falar. Com sorte, torna-se realidade. Será que estou um pouco soturna? Hummm... Deve ser deste tempo de Abril mal disposto! Detesto cinzento!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:06

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D