Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Indiana Jones de Minissaia

por reporterdesaltosaltos, em 17.06.12

Quando somos crianças cedo começam a formartar-nos para a vida profissional. Começa sempre com a pergunta o que é que queres ser quando fores grande? E nessa altura acreditamos que as nossas fantasias sejam elas quais forem, não só são perfeitamente possíveis como não têm qualquer tipo de limitação...

 

Queremos ser astronautas, bailarinas, estrelas de cinema ou cantores de pop mundialmente conhecidos. Há quem prefira algo menos fantasioso. Ser professora, médica, enfermeira, jornalista. Os rapazes querem ser bombeiros, polícias ou pilotos de avião - querem ser heróis. Ao longo dos anos perdemos o poder de fantasiar, tornamo-nos excessivamente realistas – e pessimistas – e pensamos nas opções de mercado e no que vai “estar a dar” dai a uns anos. Coisa que cada vez mais é imprevisível.

 

Grande parte das pessoas continua a preferir estudar o que lhe vai dar dinheiro em vez do que as vai fazer feliz. É por isso que apoio a minha sobrinha em querer ser artista. Não me interessa se ela vai ser pintora, escultura, fotógrafa ou designer. Quero simplesmente que ela faça o que a fizer mais feliz. O que mais a fizer contribuir para a sua felicidade e retribuir para a sociedade. Se ela for feliz com a sua escolha, eu também sou. E este fim de semana, tive mais uma prova de que ela está no caminho certo. Ou melhor, senti num olhar que o que ela faz, faz bem e está mesmo certo. Não sei é onde foi ela buscar a veia criativa!...

 

 

O que é que queres ser quando fores grande? Bem eu dizia que queria ser rica. Profissão? Rica! - dizia eu. Todos se riam com a minha graça. Mas riam-se ainda mais com a do meu irmão que queria ser ferro-velho... Durante bastante tempo eu queria muito dançar mas não me lembro de querer ser bailarina, nem professora ou coisa parecida. Recordo-me apenas de querer ser arqueóloga. Influenciada pelos filmes e pela personagem do Indiana Jones fantasiava com descobertas fabulosas no meio da selva ou nas pirâmides do Egipto. Ainda hoje essa ideia de aventura me seduz bastante mas não acredito que fosse para o meio da selva. Se calhar não perdi a capacidade de fantasiar mas perdi a capacidade de me sacrificar pelas fantasias. Andar no meio do mato (já me bastou o motocross) e ser atacada pelos mosquitos? Devo ter o sangue muito doce... Nenhum tesouro vale os meus ataques de comichão!

 

O que é que eu quero ser quando for grande? Bem eu ainda estou a crescer e gosto muito do que faço. Eventualmente podia mudar de trajecto para as Relações Públicas. Sou uma pessoa de pessoas. Acho que me realiza mais. Apesar de querer continuar a ser rica. Mas acho que isso até já sou. Bastante.

 

E tu? O que é que queres ser quando fores grande?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:54



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D