Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A culpa é toda das Mulheres!

por reporterdesaltosaltos, em 19.10.11

Ando há séculos a ler o livro “Cultura” de Dietrich Schwanitz (em simultâneo com não sei quantos outros) e a verdade é que não consigo chegar ao final. É um livro sobre a história da humanidade e a cada capítulo deparo-me com acontecimentos e curiosidades extraordinárias que me deixam a reflectir quase indefinidamente. Uma delas tem a ver com o mundo feminino que pelos vistos é culpado de quase todos os males do mundo.  Quer dizer, não é isto que o autor defende mas é o que se entende.

 

Ora vejamos. Numa avaliação a um capítulo sobre o pecado original...

 

Primeiro. Deus criou a Eva para que o Adão não morresse de tédio! Agradeço a criação das mulheres mas parece que a justificação podia ter sido bem mais criativa e certamente mais útil. Segundo, Deus cria a mulher de uma costela de Adão? Uma costela? Que por acaso até é uma parte do corpo humano que é do género feminino... Se ele teve imaginação para criar o homem (e se é à sua imagem calculo que também seja homem) não deu para mais? Até faz sentido, afinal é homem... Mas não nos podia ter criado como ser único? Ah e tal, estou cansado, tiro-lhe uma costela e faça-se a mulher. Não podíamos ter saído do cérebro de Deus (do Adão é que não) como Atena saiu da fronte de Zeus? Pelo menos o deus grego sempre criou a deusa da sabedoria. Já “Deus” criou a pecadora responsável por todos os males do mundo. Faz-me crer que “Ele” afinal tem a sua cota parte de culpa nisto tudo.

 

E porque é que a Eva tem mais partes do corpo para tapar? Lá porque o peito da mulher tem mais volume (quer dizer às vezes) temos o tapar? Foi aqui que começou o conceito de “fashion”. Com a história das parras! Convenhamos que o Adão estava mais descascado que uma maçã poderia estar. Não percebo a dualidade de critérios.  Ele está meio vestido. Ela está quase vestida da cabeça aos pés!  E porque é que o fruto da tentação é uma maçã? Uma... Não podia ser um pêro? Se tivesse mesmo de ser um fruto feminino sempre me fazia mais sentido que fosse uma banana! Mais uma vez, acho que Deus foi tendencioso e escolheu um fruto feminino só porque é homem!

 

 

E a serpente? Quer dizer, não podia ser um touro? Só porque as serpentes são associadas ao veneno e à traição? Eu cá também não me colocava em frente a um touro vestida de vermelho! E afinal quem é que ela traiu? Ora se comer uma fruta daquela árvore significa a descoberta do bem e do mal, como é que isso em si podia ser mau? O livre arbítrio não a ver com o conhecimento e a liberdade de escolha? Parece uma atitude bastante antidemocrática. A ameaça de morte soa-me um pouco a chantagem.  E até parece que o Adão não queria. Não queria não...

 

E porque tinha de ser uma árvore? Uma? Porque não um arbusto? Acho que foi aqui que se criou o preconceito para com as mulheres. Queremos saber demais, queremos mais e nunca estamos satisfeitas com nada. Enfrentamos os medos, arriscamos e assumimos as consequências. E os castigos! E demos assim início a um ciclo de desgraças que perduram até hoje. Fomos nós que descobrimos o sexo, a vergonha, a moral (falta dela) e fomos expulsas do jardim.

 

Somos nós que temos período e tpm, que engravidamos e temos dores de parto! Somos nós que amamentamos, ficamos com o peito pelos joelhos e ficamos séculos com alguém a depender de nós, até para limpar o rabo. Podemos ter assumido a liderança do pecado original mas olhem que Deus tramou-nos mesmo bem! Adorava ver um homem grávido, a queixar-se que estava a ficar gordo e com os pés inchados! Ou melhor, a ter contracções, deitado numa maca e de pernas abertas. Pronto de pernas abertas não! Tinha naturalmente de ser uma cesariana! Mas juro que ia adorar!

 

Feminista demais? Não. Mas agradeço que alguém me informe quem é que escreveu a Bíblia! Porque se foi mão divina é uma coisa. Agora se foram homens a escrever, clara e historicamente, continuamos a ser tramadas! A minha sorte é que vivo muito bem em pecado!

 

Já agora, vejam “O Pecado mora ao lado” com a Marylin. Rir é mesmo o melhor remédio! E sim, não estou mal disposta!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:49



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D